Pombal

Golpistas que se passavam por vendedores ambulantes são presos na RMC; vítima relata crime

Por PortalTX em 12/01/2021 às 20:58:24

Para a polícia, os idosos eram as vítimas preferidas deles, pois conseguiam persuadi-los facilmente. Após a escolha dos produtos, os suspeitos geralmente davam prioridade aos cartões de débito e crédito. Ao incluírem o valor da compra na máquina, os golpistas acrescentavam outros zeros e a vítima caía em um golpe.

Há informações de que uma vítima teria adquirido um produto no valor de R$ 40, mas teve R$ 40 mil debitado de sua conta.

Relato

No dia 30 de dezembro do ano passado, dois idosos foram outras vítimas dos criminosos. Em entrevista à Banda B, Vilma, filha das vítimas, relatou que o suspeito usou algumas artimanhas para realizar as vendas.

“Passaram aqui em casa vendendo um jogo de lençóis. Meus pais não tinham a necessidade de comprá-los, mas o fez porque ficou comovido com a história contada”, disse Vilma.

Segundo ela, o criminoso contou que seu pai havia morrido, que a esposa estava grávida e que precisava do dinheiro.

Os lençóis teriam o custo de R$ 120, mas o combinado entre o suposto vendedor e a vítima era de que metade do valor seria passado no débito para, posteriormente, voltar à casa deles a fim de receber o restante.

Na sequência, após o primeiro débito, o criminoso teria cobrado na máquina de cartões o valor de R$ 2 mil – e foi debitado. Ainda, ele teria tentado cobrar, pela terceira vez, o valor de R$ 2,5 mil, mas não havia mais saldo na conta e pediu que a mãe de Vilma fosse pegar outro cartão.

A mãe da relatora entrou em casa para pegar o outro cartão, o criminoso ficou nervoso com a demora e disse que não poderia esperar, e foi embora.

Horas mais tarde, o pai de Vilma checou seu extrato bancário e percebeu que R$ 2 mil havia sido debitado. No dia seguinte, a filha abriu a conta do pai e percebeu que ele caiu em um golpe.

“Quando chequei o extrato, só havia R$ 52 reais na conta e os R$ 2 mil tinham sumido”, disse o idoso. “Fiquei com pena, tive piedade dele, por isso fiz a compra”, continuou.

O valor cobrado era para pagar contas, lamentou a vítima. Ainda, os lençóis comprados estavam rasgados e em péssimo estado.

Investigação

Vilma disse estar bastante satisfeita com o indiciamento dos criminosos e agradeceu a Justiça.

A Delegacia de Piraquara, após indiciá-los, seguirá investigando o caso.

Fonte: Banda B

Comunicar erro

Comentários