Sucesso

Doses restantes da vacina contra a gripe são liberadas para moradores de Curitiba

Por PortalTX em 25/06/2020 às 21:24:58

Iniciada em 23 de março, a campanha se encerraria inicialmente em 22 de maio, mas foi prorrrogada até 5 de junho e depois até 30 de junho.

A vacina não imuniza contra o novo coronavírus, porém, auxilia na exclusão do diagnóstico para a covid-19, já que os sintomas são parecidos.

"Estar vacinado também ajuda a reduzir a sobrecarga nos serviços de saúde, já demandados por conta da epidemia do novo coronavírus", explica a superintendente de Gestão em Saúde, Flávia Quadros.

Grupos prioritários
Quem faz parte dos públicos prioritários e ainda não tomou a vacina contra a gripe, ainda poderá se vacinar, até o fim do estoque.

Fazem parte deste grupo, profissionais de saúde, idosos, crianças de 6 meses a 5 anos completos, gestantes, puérperas (mães que tiveram filhos até 45 dias), doentes crônicos, imunussuprimidos, transplantados e pessoas com deficiência, adultos entre 55 e 59 anos, professores, motoristas, cobradores, caminhoneiros e profissionais das forças de segurança.

A meta nacional é imunizar 90% de cada público alvo. Em Curitiba a cobertura entre os idosos e trabalhadores da saúde já alcançou 100%, mas alguns grupos ainda não atingiram a meta. Entre as crianças (de 6 meses a 5 anos completos) a cobertura é de 39%; entre as gestantes 31%; puérperas 71%; doentes crônicos 49%; e professores 63%.

Até o momento foram realizadas 476.585 doses da vacina contra a gripe na capital paranaense, pela rede pública e rede privada.

Outras vacinas

Além das unidades exclusivas para vacinação, há ainda 78 unidades da rede municipal que ofertam vacinas de rotina do calendário nacional. Nessas unidades gestantes, crianças e puérperas também poderão se imunizar contra a gripe.

Fonte: Banda B

Comentários